Eduardo Bolsonaro tem site hackeado e página mostra Lula na praia

Bnews - Divulgação Bruno Spada / Câmara dos Deputados


https://www.eduardobolsonaro.com.br/


Alguns deputados federais favoráveis ao PL do Aborto tiveram os seus sites pessoas derrubados. Um deles foi Eduardo Bolsonaro (PL), que teve todos conteúdos apagados para dar espaço para uma postagem antiga do presidente Lula (PT), que aparece sem camisa na praia.

Os ataques às páginas dos deputados começaram no último sábado (15) como uma reação a aprovação do Projeto de Lei nº 1.904/2024, que equipara o aborto ao crime de homicídio.

Além de Eduardo Bolsonaro, Bia Kicis (PL-DF), Júlia Zanatta (PL-SC), Greyce Elias (Avante-MG), Delegado Ramagem (PL-RJ) e Delegado Paulo Bilynskyj (PL-SP) também sofreram ataques virtuais. As páginas dos parlamentares acabaram ficando fora do ar temporariamente.

A exceção foi o sute do filho do ex-presidente Jair Bolsonaro. A sua página seguiu podendo ser acessada, mas mostra o tuite antigo de Lula ironizando Eduardo. A postagem foi feita no dia 13 de julho de 2018, quando o petista ironizava uma curtida do deputado à foto do hoje presidente na praia, sem camisa. “Nossos fãs não param de crescer. Siga o Lula no Instagram”, dizia o post.

Aprovada na última quarta-feira (12), o PL 1.904/2024, conhecida como PL do Aborto, aplica a pena de pena de homicídio simples para quem realizar um aborto com mais de 22 semanas nos casos em que a gestante provoque o aborto em si mesma ou consente que outra pessoa lhe provoque.



BNEWS




Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem