Com mesmo nome disputado entre duas chapas, veja quem são os possíveis vices para as eleições em Campina Grande

Marcelo Júniot/Polêmica Paraíba



Dando prosseguimento à especulação acerca das candidaturas à prefeito de Campina Grande, serão tratadas as articulações dos principais nomes na disputa no tocante ao seus pré-candidatos a vice-prefeito para comporem as respectivas chapas.

Serão debatidos quatro nomes que são vistos hoje como cabeças de chapa: o atual prefeito Bruno Cunha Lima (União), Jhony Bezerra (PSB), Romero Rodrigues (Podemos) e Inácio Falcão (PCdoB), mesmo sem ainda qualquer confirmação de que Romero é pré-candidato ou não.

O apoio de Romero, inclusive, gera uma ‘disputa’ entre situação e oposição na cidade, tendo o nome de sua esposa, a médica Micheline Rodrigues, sendo vinculado por mais de um pré-candidato.

O atual prefeito Bruno Cunha Lima (União), que tentará a reeleição em outubro, é um dos que já deu declarações afirmando que Micheline poderia compor sua chapa na condição de vice-prefeita.

Em entrevistas passadas ele afirmou que o Podemos, partido aliado e o qual Romero é filiado, poderia fazer a indicação do seu vice, não se limitando a Micheline.

Outro partido aliado que pode fazer essa indicação é o MDB, presidido no estado pelo senador Veneziano Vital do Rêgo. O nome de sua esposa, Ana Cláudia Vital, é um dos cotados para essa indicação.

Jhony Bezerra, que entregou o cargo de secretário estadual de Saúde para poder disputar as eleições este ano, já deu declarações de que articula negociações políticas com Romero e já disse em entrevistas anteriores que o deputado federal estaria “bem representado” por Micheline em uma eventual composição.

Caso essa aliança não se concretize, Jhony pode ter a indicação do seu vice partindo do Republicanos, que integra a base aliada do governador João Azevêdo (PSB) e já afirmou que quer participar da chapa oposicionista na Rainha da Borborema.

Romero Rodrigues, que, como dito anteriormente, ainda não definiu sua posição, também tem nomes vinculados a uma eventual composição de chapa. Um deles é o próprio Jhony Bezerra, caso uma aliança entre os dois seja concretizada.

Outra possibilidade, caso Romero dispute a prefeitura como oposição, é a do Republicanos indicar o nome, uma vez que a legenda já declarou que quer indicar o vice na chapa de oposição na cidade.

Porém, caso a aliança seja confirmada do outro lado da disputa, com o atual prefeito Bruno Cunha Lima, existe um cenário improvável de que Bruno poderia não disputar e indicar a atual primeira-dama do município, Juliana Cunha Lima, na chapa de Romero.

Ainda, outro nome que é ventilado para compor chapa com Romero é o da vereadora da cidade Eva Gouveia (PSD).

Por fim, o deputado estadual Inácio Falcão, outro pré-candidato a prefeito de Campina Grande, vai representar o Fórum Pró Campina, um conglomerado de partidos mais à esquerda, formado por PT, PcdoB, PSB, PDT, Rede e PSOL.

Ao que tudo indica, o vice de sua chapa deve sair dentro dessas legendas, e o nome mais cotado é do da vereadora da cidade Jô Oliveira (PCdoB).

Polêmica Paraíba

Postagem Anterior Próxima Postagem