VÍDEO: palco desaba após fortes ventos e deixa nove mortos em comício eleitoral

palco méxico comício

(foto: reprodução/x)


Nove pessoas morreram e um candidato presidencial foi levado ao hospital depois que um palco desabou sob fortes ventos em um comício de campanha no México nesta quarta-feira (22).

|
DIVULGADO NAS REDES SOCIAIS




O candidato Jorge Álvarez Máynez disse que não ficou ferido no incidente, ocorrido durante seu evento de campanha na cidade de San Pedro Garza García, no nordeste do país.

O governador do estado mexicano de Nuevo León disse que pelo menos 54 pessoas ficaram feridas e que operações de resgate estavam em andamento para salvar algumas das pessoas presas sob o palco desabado.

Entre os mortos está um menor de idade, disse o governador Samuel García em postagem no X, acrescentando que alguns dos feridos estão estáveis, enquanto outros estão sendo operados.

Vídeos compartilhados nas redes sociais mostraram o momento em que uma forte rajada fez o palco desabar. Álvarez Máynez e sua equipe podem ser vistos correndo para se proteger enquanto a estrutura, que incluía uma grande tela de vídeo, cai sobre o palco e parte da plateia.

O serviço meteorológico do México previu ventos fortes em toda a região, alertando para rajadas de até 70 quilômetros por hora a partir da tarde de quarta-feira.

Álvarez Máynez disse mais tarde que suspenderia todas as atividades de campanha após o colapso, mas que permaneceria no estado para monitorar a situação e as vítimas.

“Temos que ser solidários, não há nada que possa reparar um acidente, um dano desta natureza, e [as pessoas] não estarão sozinhas nesta tragédia e nas consequências que esta tragédia terá nas suas vidas”, disse Álvarez Máynez.

Em declarações aos jornalistas, Álvarez Máynez disse que as equipas da Defesa Civil verificaram a “estrutura do cenário” antes do evento, mas que a intensidade das rajadas de vento apanhou os organizadores de surpresa.

“As condições meteorológicas foram muito atípicas: a chuva não durou nem cinco minutos… nem foi tempestade, foi verdadeiramente atípico o que aconteceu”, disse.

O candidato presidencial disse que uma investigação sobre o incidente será realizada.

O governador García pediu à população da região que ficasse em casa, alertando para mais ventos fortes, trovoadas e chuva.

O México caminha para a sua maior eleição da história, no dia 2 de junho, que foi marcada pelo aumento da violência política e dos assassinatos.

Até agora, este ano, pelo menos 28 candidatos foram atacados, com 16 mortos, de acordo com dados até 1 de abril do grupo de investigação Data Cívica, um número que deverá ultrapassar até mesmo os ciclos eleitorais mais sangrentos do passado do México.


Fonte: CNN Brasil.

Postagem Anterior Próxima Postagem