Chuva volta e prefeitura de Porto Alegre alerta para aumento do Guaíba

 Voluntários transportam colchões doados em embarcação no Guaíba, em Porto Alegre [Foto de arquivo]

Voluntários transportam colchões doados em embarcação no Guaíba, em Porto Alegre [Foto de arquivo]Imagem: Anselmo Cunha / AFP

Chuvas voltaram a atingir partes do Rio Grande do Sul e a prefeitura de Porto Alegre emitiu um alerta para o aumento do nível do Guaíba.


O que aconteceu

Aviso da prefeitura pede que moradores do sul, extremo sul e das ilhas da capital não voltem para casa. Pedido foi feito devido à "possibilidade de uma nova elevação no nível do Guaíba nesta localidade", afirmou a capital em nota.


Em Porto Alegre, a medição do Guaíba era de 3,89 às 8 horas. O número era sete centímetros maior do que o mínimo registrado na noite de ontem, segundo dados da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura do Estado do Rio Grande do Sul.


Além da chuva, o vento Sul forte impediu a diminuição do nível do Guaíba. A água estava em constante declínio desde o começo da semana, mas segue acima do nível da cota de inundação.


Chuva forte foi registrada no oeste e no sul do estado. Mais de 45 milímetros foram contabilizados em municípios como Jaguarão, Canguçu e Bagé, informou o MetSul.


Em Pelotas, cidade em estado de calamidade devido à cheia na Lagoa dos Patos, chegou a chover granizo. Ventos acima de 70 km/h também foram registrados.


Expectativa é de que mau tempo continue. Há risco de 100 milímetros de chuvas em 24 horas nos pontos já atingidos do oeste e do sul do estado.


Estado tem 163 óbitos confirmados

Além das mortes, há registro de 72 desaparecidos. Outras 806 pessoas foram resgatadas com ferimentos, informou boletim da Defesa Civil na manhã desta quinta-feira (23).


UOL

Postagem Anterior Próxima Postagem