Cavalo no telhado foi resgatado? Mobilização envolve barco, helicóptero e militares

 

Animal preso em um telhado na cidade de Canoas comoveu as redes sociais, influenciadores e autoridades


Reprodução





O influenciador montou uma “força-tarefa” virtual para salvar a vida do animal. Ele tem realizado pela rede X, antigo Twitter, um verdadeiro "tempo real" da tentativa de resgate. Por volta das 7h desta quinta-feira, tentava o empréstimo de um helicóptero para içar o animal, e informou que uma equipe de resgate se deslocaria com barcos para dar suporte ao equino. “Equipe de resgate já vai em direção ao Caramelo, com barcos. Se não for possível retirá-lo, vão levar material para tentar mantê-lo vivo”, disse o influenciador.

Segundo Felipe Neto, seria necessário um helicóptero que suporte içar pelo menos 500 quilos, e os de uso comercial não são preparados para realizar a operação. “Tudo que for preciso para resgatar o cavalo de Canoas, eu disponibilizo. Precisamos salvar o Caramelo, essa preciosidade que está há 4 dias sozinho, sem comida, desesperado, esperando um milagre”, disse o influenciador nas redes.

A primeira-dama Janja da Silva anunciou que o Comandante dos Operações do Rio Grande do Sul se mobilizou para resgatar o animal. "Vamos torcer para que o “Caramelo” tenha resistido essa noite", publicou. Os veterinários do Exercito devem acompanhar. Posteriormente, por volta das 9h30, Janja mostrou uma equipe com veterinários decolando para a área em que o animal estava ilhado.

O prefeito de Canoas comentou sobre a questão logística para resgate do cavalo. "Vai exigir ação de um helicóptero, aliás um helicóptero que tenha capacidade de erguer um animal que normalmente tem 500kg, 600kg. Então, estamos preparando a logística para gente poder salvar esse cavalo", disse em entrevista na noite de ontem à GloboNews.

Em meio a tragédia, dezenas de animais doméstico também se encontram perdidos. Para amenizar o problema, organizações de proteção animal estão trabalhando para resgatar os bichos afetados pelas chuvas. Além disso, grupos independentes estão usando as redes sociais para criar anúncios e ajudar os pets a encontrar seus donos ou um novo lar em meio ao caos.

Chuvas no Rio Grande do Sul:
O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), declarou estado de calamidade pública devido aos municípios impactados pelo temporal no estado.
O número de mortes em decorrência das chuvas que atingem o Rio Grande do Sul subiu para 107, de acordo com o último boletim da Defesa Civil do estado, divulgado na manhã desta quinta-feira (9).
Há ainda o registro de 136 desaparecidos e estima-se que o temporal tenha atingido pelo menos 1,4 milhão de pessoas até agora. de acordo com o último boletim da Defesa Civil.
Eduardo Leite fez um alerta na noite deste domingo (5) contra golpistas que aproveitam o momento da tragédia causada pela chuva no estado para tentar ganhar dinheiro.
O resgate de um cavalo preso em cima de um telhado, com tudo ao redor coberto por água, mobiliza autoridades e as redes sociais. O animal, batizado de "Caramelo", foi flagrado por um helicóptero da TV Globo ilhado em Canoas, na manhã desta quarta-feira. A imagem desoladora do cavalo sem ter para onde ir gerou uma comoção que envolve desde a primeira-dama Janja da Silva até o influenciador Felipe Neto.


O Globo

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem