Triplicação da BR-230 entra em nova fase no início do segundo semestre; dois viadutos e seis passarelas serão construídos

triplicação

As obras estão na fase de construção das vias laterais (Foto: Clilson Júnior)


As obras de triplicação da BR-230, no trecho que compreende Cabedelo, sentido João Pessoa, deve entrar em uma nova fase no início do segundo semestre deste ano. Em conversa com o ClickPB, o superintendente Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), na Paraíba, Arnaldo Monteiro, informou que esse prazo dependerá também das condições climáticas.

Arnaldo Monteiro informou ao ClickPB que a nova etapa diz respeito a construção de dois viadutos e seis passarelas, cujas obras devem ser concluídas em 2026. Esse trecho será iniciado logo após a conclusão dos 3,3 quilômetros das vias laterais que já estão em construção.

“Dependendo das condições climáticas, início do segundo semestre, e iniciando os dois viadutos e passarelas imediatamente”, informou Arnaldo Monteiro.

Triplicação deve ser concluída em 2026

A obra de triplicação da BR-230 entre Cabedelo e João Pessoa se arrasta desde 2016, há seis anos, e ainda não foi concluída. A estrutura é necessária para viabilizar maior aporte de escoamento de cargas e proporcionar mais mobilidade para o tráfego intenso de veículos de pequeno e grande porte, principalmente por ser rota portuária que liga ao Porto de Cabedelo.

Ao todo, serão construídos dois viadutos, oito passarelas, 3,3 quilômetros de vias laterais e mais 3,3 quilômetros de triplicação. Tudo isso compreenderá do quilômetro 2 ao 13,8 dos 28 quilômetros previstos da obra total.

Conforme apurado pelo ClickPB, as obras de triplicação da BR-230 começaram em 2017 e estavam orçadas em R$ 255.499.965,86. Até a etapa atual do empreendimento, o DNIT informou que foram investidos R$ 51 milhões (valor considerado sem a atualização monetária e já somados valores gastos com o Exército e o Consórcio Construcap/Copasa, que abandonou a triplicação em 2019).

Em agosto do ano passado, o Governo Federal liberou novos valores para a obra. Além dos R$ 151 milhões liberados com nova ordem de serviço, a triplicação também vai contar com outros R$ 300 milhões, que serão investidos até 2026, prazo de término da obra.


ClickPB




Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem