Brasileiros têm R$ 7,78 bilhões “esquecidos”; saiba como resgatar

brasileiros, dinheiro, esquecido, bancos, Banco Central

Mais da metade dos valores a receber estão nas agências bancárias. (Foto: reprodução)

Os brasileiros ainda têm cerca de R$ 7,78 bilhões “esquecidos” nos bancos ao redor do país, segundo dados do Banco Central. Os números de fevereiro deste ano mostram uma sutil queda na comparação com janeiro – mas ainda seguem mais altas do que em 2023.

Os dados também afirmam que cerca de R$ 6 bilhões são valores deixados por 40 milhões de pessoas físicas. Outro R$ 1,5 bilhão é referente a 3 milhões de pessoas jurídicas.

Do público total, 63,48% dos correntistas são capazes de resgatar R$ 10,00. Outros 25,14% conseguem retirar entre R$ 10,01 e R$ 100,00. Pouco mais de 4 milhões de pessoas podem “relembrar” de valores na faixa de R$ 100,01 e R$ 1 mil. Na menor faixa, apenas 1,72% tem mais de R$ 1 mil “esquecidos”.

Onde os brasileiros mais “esquecem” do dinheiro são nos bancos. Mais da metade dos valores a receber estão nas agências bancárias. Administradoras de Consórcio e Cooperativas fecham o pódio da lista.

Confira passo a passo para a retirada do dinheiro

Passo 1: Acessar o site na data e no período de saque informado na primeira consulta. Quem esqueceu a data pode repetir o processo.

Passo 2: Fazer login com a conta Gov.br (nível prata ou ouro).

Se o usuário ainda não tiver conta nesse nível, deve fazer logo o cadastro ou aumentar o nível de segurança (no caso de contas tipo bronze) no site ou no aplicativo Gov.br.

O BC aconselha o correntista a não deixar para criar a conta e ajustar o nível no dia de agendar o resgate.

Passo 3: Ler e aceitar o termo de responsabilidade.

Passo 4: Verificar o valor a receber, a instituição que deve devolver o valor e a origem do valor a receber.

O sistema poderá fornecer informações adicionais, se for o caso. A primeira etapa da consulta só informava a existência de valores a receber, sem dar detalhes.

Passo 5: Clicar na opção indicada pelo sistema:

“Solicitar por aqui”: para devolução do valor por Pix em até 12 dias úteis.O usuário deverá escolher uma das chaves Pix, informar os dados pessoais e guardar o número de protocolo, caso precise entrar em contato com a instituição.

“Solicitar via instituição”: a instituição financeira não oferece a devolução por Pix. O usuário deverá entrar em contato pelo telefone ou e-mail informado para combinar com a instituição a forma de retirada: Transferência Eletrônica Disponível (TED) ou Documento de Crédito (DOC).

ClickPB



Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem