Setor de serviços na Paraíba cresce 8,7% e registra maior crescimento do Nordeste em janeiro 2024, revela IBGE

 


Reprodução Internet

O volume do setor de serviços na Paraíba apresentou o maior 

crescimento entre os Estados da Região Nordeste em janeiro 

deste ano, segundo dados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), 

que foram divulgados, nesta sexta-feira (15), pelo Instituto Brasileiro 

de Geografia e Estatística (IBGE). A Paraíba registrou alta de 8,7%

 em janeiro sobre o mesmo mês do ano passado, além de alta bem 

acima do País (2,8%).

O índice paraibano em janeiro sobre dezembro também registrou

 alta de 4,4% e liderou a taxa de crescimento entre os nove 

Estados do Nordeste, alcançando ainda o 6º maior crescimento 

entre as 26 unidades da federação e o Distrito Federal, atrás 

apenas dos estados do Amazonas (10,9%); Rio de Janeiro (5,3%); 

Roraima e Acre (5,1%) e Rondônia (4,6%). A taxa de crescimento do

 País foi de 0,7%.

RANKING DO NORDESTE – O Estado da Paraíba liderou a taxa 

entre os Estados do Nordeste nos dois indicadores: crescimento 

de janeiro sobre dezembro (4,4%) e de janeiro/24 sobre janeiro/23 

(8,7%). No indicador de janeiro deste ano sobre o ano passado, os

 Estados do Nordeste que mais cresceram, além da Paraíba (8,7%),

 foram Sergipe (6,2%), Piauí (6%) e Maranhão (5,3%). Já o Estado 

do Rio Grande do Norte foi o único que registrou queda (-3,6%).   

DESEMPENHO DAS ATIVIDADES – Segundo o IBGE, houve alta

 em quatro das cinco atividades de serviços em janeiro ante dezembro. 

São elas: setor de informação e comunicação; serviços profissionais, 

administrativos e complementares; transportes; outros serviços. 

A única atividade a registrar queda foi a de serviços prestados às famílias,

 que recuou 2,7% em janeiro ante dezembro.

Ao analisar o comportamento do segmento informação e comunicação,

 o gerente da pesquisa do IBGE, Rodrigo Lobo, disse que o destaque

 ficou com serviços audiovisuais. “Impulsionados pelo crescimento 

da receita das empresas que atuam com exibição cinematográfica, 

programadoras de conteúdo para TV fechada e plataformas de 

streamings. Com o período de férias, as salas de cinema 

acabaram recebendo mais público e aumentando o faturamento das 

empresas desse segmento”, apontou. 

Ele destacou também o aumento da receita das empresas que 

trabalham com edição integrada à impressão de livros em função 

da produção de material didático direcionado às escolas.

O QUE MEDE A PESQUISA – A Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) 

 produz indicadores que permitem acompanhar o comportamento 

conjuntural do setor de serviços do país e dos Estados, 

investigando a receita bruta de serviços nas empresas formalmente 

constituídas, com 20 ou mais pessoas ocupadas, 

que desempenham como principal atividade um serviço não

 financeiro, mas excluídas as áreas de saúde e educação.

 Ao lado da administração pública, os setores de serviços e de 

comércio têm os maiores pesos na composição do PIB do País e 

dos Estados.

 PB/GOV

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem