Homem sofre surto, ameaça motorista por aplicativo e só é contido após uma hora de negociações com a polícia

 

Negociações se estenderam por uma hora — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução



Durou cerca de uma hora os trabalhos de negociação das polícias Civil e Militar até conseguir conter um homem que teve um aparente surto psicótico durante uma viagem com um motorista por aplicativo. O caso aconteceu no início da manhã desta segunda-feira (18) no bairro de João Paulo II, em João Pessoa.

O homem foi identificado como sendo Simão Clemente, de 29 anos. E foi descrito pelos policiais como alguém que estava "desorientado e muito agitado". Ele possuía também ferimentos no rosto e na perna.

O suspeito pegou uma viagem no bairro do Valentina Figueiredo em direção a uma pousada localizada no bairro de Ernani Sátiro e só quando chegou ao local percebeu que estava sem dinheiro e sem documentos. Foi nesse instante que o homem se agitou, começou a ameaçar o motorista por aplicativo com um punhal e uma chave de fenda e mandou deixá-lo de volta ao seu ponto de partida.

Homem foi identificado como Simão Clemente — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

Homem foi identificado como Simão Clemente — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

O motorista por aplicativo explicou que tentava a todo o momento conversar e acalmar Simão, mas ficou com medo ao perceber que ele ficava cada vez mais nervoso. Quando o carro passava ao lado da Central de Polícia de João Pessoa, o motorista agiu com velocidade. Ele parou o carro de repente, puxou o freio de mão e desceu do veículo com agilidade.

Simão Clemente permaneceu dentro do carro, parado na rua Manoel Rufino da Silva, e se negava a sair. Como ele ainda estava de posse de equipamentos cortantes, havia o risco de tentar se machucar.

Rapidamente os policiais chegaram. A rua foi completamente isolada e uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência de João Pessoa (Samu-JP) também foi acionada. Foi quando começou uma longa negociação, até que o homem foi convencido a se entregar cerca de uma hora depois.

Ele foi sedado e levado ao Complexo Hospitalar de Mangabeira, onde será medicado e atendido. Será aberto um inquérito criminal. O homem precisará responder ao processo após receber alta do hospital.

Policiais e profissionais de saúde tiveram dificuldades de conter o suspeito — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

Policiais e profissionais de saúde tiveram dificuldades de conter o suspeito — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução


G1/PB

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem