Flávio Dino toma posse como ministro do STF e governador João Azevêdo participa da cerimônia em Brasília

 



O governador João Azevêdo participou da posse do novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Flávio Dino. A cerimônia aconteceu na tarde desta quinta-feira (22), no plenário do STF. Dino foi indicado à vaga pelo presidente Lula, em novembro do ano passado, e teve sua indicação aprovada em sabatina pelo Senado no dia 13 de dezembro.

“Tudo pronto para acompanhar a posse do amigo @flaviodino (sic) como ministro do Supremo Tribunal Federal”, escreveu o governador, em story no Instagram, conforme apurou o ClickPB.

A cerimônia de posse de Flávio Dino contou com 800 convidados e ocorreu às 16h desta quinta-feira (22). O presidente Lula, o presidente do Senado, senador Rodrigo Pacheco, e o presidente da Câmara, deputado Arthur Lira, foram algumas das autoridades presentes.

Dino ocupa a cadeira deixada pela ministra Rosa Weber, que se aposentou no ano passado.

Solenidade

A solenidade foi conduzida pelo presidente do Supremo, ministro Luís Roberto Barroso. Seguindo a tradição, após a execução do Hino Nacional pela Fanfarra do Primeiro Regimento da Cavalaria de Guardas, o novo ministro foi conduzido ao Plenário pelo ministro mais antigo, Gilmar Mendes, e pelo mais recente, Cristiano Zanin.

Flávio Dino prestou o compromisso regimental de “cumprir fielmente os deveres do cargo de ministro do Supremo, em conformidade com a Constituição e com as leis da República”, e foi declarado empossado pelo presidente do STF. Em seguida, foi conduzido pelos dois ministros à sua cadeira no Plenário.

Histórico

Natural de São Luís (MA), Flávio Dino de Castro e Costa chega ao Supremo aos 55 anos de idade. Graduou-se em Direito pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA) em 1990, de onde também é professor desde 1993. Fez mestrado em Direito na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e foi professor da Faculdade de Direito da Universidade de Brasília (UnB), entre 2000 e 2002.

Ao longo de sua vida profissional, exerceu cargos nos três Poderes da República, nas esferas estadual e federal. No Judiciário, foi juiz federal por 12 anos, entre 1994 e 2006. No período, representou a categoria presidindo por dois anos a Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe).

Na política, exerceu mandatos eletivos e cargos de destaque. No Poder Legislativo, elegeu-se deputado federal pelo Maranhão para a legislatura de 2007 a 2011. Em 2014, foi eleito governador de seu estado e tomou posse no ano seguinte. Ele permaneceu no cargo, após reeleição, até 2022. Em seguida, Dino foi eleito para o Senado Federal. Tomou posse, mas logo se licenciou para atender ao convite do presidente Lula para integrar o Poder Executivo, no comando do Ministério da Justiça e Segurança Pública, órgão onde estava quando foi nomeado para o STF.


Click Com informações do STF

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem